Debate Psi
Uma Compilação da Evidência

 

O que é a psi?

 

De acordo com o psicólogo e professor emérito da Cornell University, Daryl J. Bem (2011), o termo psi denota o processo de transferência de energia ou informação que é atualmente inexplicável em termos de mecanismos físicos ou biológicos. O termo é puramente descritivo; ele não implica que o fenômeno seja paranormal e não sugere nada a respeito de seus mecanismos subjacentes”. Fenômenos psi historicamente encobrem a telepatia, a aparente transferência de informação de uma pessoa a outra sem a mediação dos canais sensórios conhecidos; a clarividência, a percepção de objetos ou eventos os quais não excitaram quaisquer dos canais sensórios conhecidos; a precognição (cognição consciente) e a premonição (apreensão afetiva) de um evento futuro que não poderia ser antecipado por qualquer processo inferencial; e a psicocinese, a aparente influência de pensamentos e intenções sobre processos físicos ou biológicos.
 

Sobre o site

 

Neste espaço serão apresentadas muitas informações sobre a pesquisa psi sempre com o objetivo de desmistificar o equivocado entendimento de que a Parapsicologia se resume em amadoras e mal projetadas experiências de adivinhação de cartas ou de outras habilidades psíquicas. Isso simplesmente não é verdadeiro. A despeito do interesse popular sobre o tópico, um conjunto acumulado e secular de evidências tem sido dogmaticamente ignorado pelo mainstrem científico. No decorrer deste site abordaremos as razões para esse comportamento geralmente negativo ou desinteressado. Pois bem, conforme o cientista do Institute of Noetic Sciences (IONS), Dean Radin Ph.D., observou: "o que quero dizer com investigações [de experiências místicas ou psíquicas] são estudos de laboratório, utilizando métodos científicos padrão-ouro, com resultados publicados em revistas profissionais e par-revisadas. É essa linha de pesquisa que você não costuma ouvir falar. Em vez disso, o que você aprende na escola é baseado na crença de que o materialismo-mecanicista - o prevalecente dogma científico - é suficiente para explicar tudo no mundo natural. Isso é o que a grande maioria dos livros universitários de ciência ensina, implícita ou explicitamente". Pois bem, é essa linha de pesquisa altamente refinada sobre a psi que você encontrará aqui.
 

PARTE I: INTRODUÇÃO

Uma breve notícia histórica [versão em html]  [versão em pdf]

Os experimentos de Rhine na Universidade de Duke [versão em html]  [versão em pdf]
 

PARTE II: AS EVIDÊNCIAS

A Telepatia no laboratório: o debate Ganzfeld [versão em html]  [versão em pdf]

Telepatia mediada pelos sonhos [versão em html]  [versão em pdf]
Clarividência [versão em html]  [versão em pdf]

Precognição [versão em html]  [versão em pdf]

Pressentimento [versão em html]  [versão em pdf]

Antecipação anômala de eventos futuros e aleatórios [versão em html]  [versão em pdf]

Psicocinese (PK): a influência mental sobre processos físicos ou biológicos [versão em html]  [versão em pdf]
 

PARTE III: AGORA, COMO INTERPRETAR ISSO TUDO?

Atitudes e características da personalidade moderadoras da performance PSI [versão em html]  [versão em pdf]

Teorizando a psi [versão em html]  [versão em pdf]
 

PARTE IV: A PSI E SEUS CRÍTICOS

The Committee for Skeptical Inquiry (CSI) [versão em html]  [versão em pdf]

Refutando James E. Alcock [versão em html]  [versão em pdf]

Refutando Ray Hyman [versão em html]  [versão em pdf]

Refutando Michael Shermer [versão em html]  [versão em pdf]
Refutando James Randi [versão em html]  [versão em pdf]
Refutando Susan Blackmore [versão em html]  [versão em pdf]

Refutando Richard Wiseman [versão em html]  [versão em pdf]
O debate Sheldrake vs. Dawkins [versão em html]  [versão em pdf]

Refutando Christopher C. French [versão em html]  [versão em pdf]
 

PARTE V: A PSI E A FILOSOFIA DA MENTE

Quando os Mortos Respondem: um Exame Crítico das Perspectivas Sobrevivencialista e da Interação Psíquica entre Vivos como Modelos Explanatórios para os Casos de Mediunidade [versão em html]  [versão em pdf]
 

REFERÊNCIAS

 [versão em pdf]
 

O autor

Sou André Luís N. Soares, tenho formação jurídica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e trabalho nesse campo das ciências humanas, porém, mantenho paralelamente profundo interesse nos debates científicos sobre a personalidade humana, psicologia anomalística, filosofia da mente e a questão da sobrevivência da mente após a morte corporal. Não partilho de sectarismo religioso e nem acredito na existência de Deus, mas não descarto a possibilidade da existência de uma Consciência universal que tenta a muito custo colocar ordem num Universo marcadamente entrópico. Agora, o que poderia ser essa Consciência, como ela surgiu e como ela age são problemas filosóficos que eu poderia no máximo tentar rascunhar algo de inteligível. De nenhum modo reputo isso provado e penso que tal assunto está ainda muito longe dos portões da Ciência. Valorizo o método científico, o raciocínio lógico, o debate esclarecido e, acima de tudo, tento ao máximo combater meus vieses. No momento atual, apostaria que a visão de mundo mecanicista ensinada nos livros escolares e universitários está ultrapassada e não nos conta toda a história sobre a Realidade. Além disso, penso que a Mente, no lugar de ser um subproduto da atividade cerebral, é um elemento fundamental e irredutível na natureza, o que não necessariamente implica na sobrevivência da personalidade após a morte corporal.
 
 

***Este site será periodicamente revisado e ampliado***

debatepsi.com
Rio de Janeiro, Brasil
[Agosto de 2015]

Facebook
Contato